segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Sketchbook como processo criativo.

Sketchbook é um livro ou um caderno com paginas em branco para fazer esboço e estudos de desenho, geralmente utilizado por artistas, desenhistas e ilustradores como parte do processo criativo em seu trabalho.
            Numa exposição de sketchbooks para o Fogg Art Museum na Universidade Havard em 2006, os sketchbooks foram classificados nas seguintes categorias: observação e invenção. Cada uma é relacionada ao uso ou tipo de estudo que se faz no sketchbook:


· Observação: Têm foco no estudo de documentação do mundo externo, incluindo estudos de viagens, da natureza e também, de esboços de memória do artista;

· Invenção: São esboços que seguem a inspiração e a imaginação do artista. Tem seu uso menos formal e mais livre e auxilia o ilustrador/a ou artista na composição e desenvolvimento de ideias novas e experimentais.

Tipos de sketchbook

            Sketchbooks apresentam uma variedade de formas ,tamanhos, cores, volume além de outros meios e tipos de estudos. Veja a classificação abaixo.


1. Em relação ao meio pode ser:


- Artesanal: geralmente feito com papel, podendo ter diferente números de paginas, cores, formatos, encadernação e papéis especiais;

 

- Digital: facilmente encontrado na web em blogs e sites. Geralmente esboços feitos em dispositivos móveis como, tablets e smartfones com auxilio de softwares gráficos ou esboços manuais que passaram por um processo de digitalização.

 
2. Quanto ao tipo de estudo pode ser:

- Estudo de documentação: esboços e estudos de material histórico, cultural como trajes, objetos de época, ou de uma tribo;

- Apontamentos - esboço de características de objetos, animais ou figura humana, como poses de corpo, estudo de anatomia e movimento de animais;

- Estudo de projetos: estudo de layout de projetos gráficos, ilustração, composição de obras e técnicas de artistas;

- Estudo de estilos: estudo de padrões estilísticos de movimentos artísticos ou, de um artista específico;

- Estudo de memória: esboços e desenhos de memória;

- Experimental: desenhos, pinturas e estudos ao acaso, sem pretensões de atingir um objetivo específico ou pré-concebido. Experimentação de materiais, tintas, suportes, técnicas diferentes, etc.


por: Marcio Ferreira de Araujo Miyazato. Professor da formação de Ilustrador na Findação Bradesco - Osasco.

Referencia Bibliografica:

Zeegen. Lawrence, - The Fundamental Ilustration - Ed.AVA Publising SA- 2005
PARRAMON ,Jose M. Técnicas de ilustración - Parramón Ediciones - 2002

Nenhum comentário: